INTERCÂMBIO

O Cena Brasil Internacional realiza a conexão entre o público brasileiro e o artista brasileiro e estrangeiro, entre os artistas brasileiros e os artistas estrangeiros, entre os artistas brasileiros e o público estrangeiro.

Conectar, comunicar e promover o que se cria no Brasil para os brasileiros e para o mundo. Um projeto que abre a criação brasileira à percepção do público internacional. O Brasil ocupando espaços além de suas fronteiras. O Festival como instrumento de conexão, comunicação entre o Brasil e países, artistas e públicos.

Muito além de ser uma mostra de teatro, o Cena Brasil tem o compromisso de fortalecer o contexto teatral brasileiro, estabelecendo um rico intercâmbio entre companhias nacionais e internacionais de teatro, proporcionando uma riquíssima troca de experiências entre os artistas durante a sua residência, através de workshops e palestras que elas mesmas ministram e participam. Como resultado, o teatro brasileiro se desenvolve e o público é brindado com espetáculos de repercussão mundial.

O Festival que acontece anualmente em junho no CCBB do Rio de Janeiro, se desdobrou, em julho/agosto de 2013 e 2014, na França e na Escócia, inserindo um recorte do Cena Brasil Internacional nos Festivais de Avignon e Edimburgo, nomeada Mostra Brasileira de Teatro, levando artistas brasileiros para as maiores e mais importantes mostras de teatro/dança do mundo, apresentando grupos brasileiros ao imenso público dos festivais e centenas de programadores, possibilitando um trabalho continuado de promoção do teatro brasileiro.

A Mostra Brasileira de Teatro nos festivais de Avignon e Edimburgo é um diferencial marcante do Cena Brasil Internacional. Uma extensão programada e continuada a partir de sua edição anterior. A idéia da Mostra Brasileira de Teatro nos Festivais de Avignon e Edimburgo, nasceu em 2012, durante a realização do 1º Cena Brasil Internacional, após diversos debates com artistas e produtores teatrais brasileiros, participantes do Cena naquele ano.

Em 2013, o Cena Brasil Internacional realizou a primeira Mostra Brasileira de Teatro em Edimburgo, com a apresentação de 4 espetáculos brasileiros durante os 21 dias de duração do festival.

Em 2014, vieram os primeiros frutos dos debates e, em parceria com o Itamaraty, foi realizada uma mostra brasileira no Festival Ibero Americano de Teatro de Bogotá com 7 espetáculos brasileiros, seguido do lançamento da primeira edição da coletânea de 14 textos de novos dramaturgos brasileiros, traduzidas para o espanhol, acompanhado de leituras dramatizadas realizadas por diretores de destaque no cenário teatral na Colômbia e atores das escolas de arte dramática do país.

Neste mesmo ano, após observar os resultados alcançados, o Cena Brasil Internacional realizou a Mostra Brasileira de Teatro nos Festivais de Avignon/França e Edimburgo/Reino Unido sucessivamente.

Estes três grandes festivais apresentam-se como centros de trocas e comercialização de espetáculos, concentrando programadores do mundo todo, abrindo portas para temporadas internacionais e circulações por outros festivais.

Em 2015, a Mostra Brasileira de Teatro fez sua primeira incursão no mercado asiático abrindo, em setembro, o Festival de Pequim com o espetáculo brasileiro “Trágica.3” e, em outubro, produziu o espetáculo de abertura de outro festival na China, o Festival de Teatro de Wuzhen, com o espetáculo “Irmãos de Sangue”. Isso foi fruto de uma parceria firmada entre o Cena Brasil Internacional e esses festivais.



Festival de Edimburgo

O Festival de Edimburgo teve sua primeira edição em 1947. Surgiu com uma verve otimista de estimular o florescimento do espírito humano durante os tristes anos pós-segunda guerra. O que era originalmente um festival de arte multiplicou-se em um mega festival, englobando uma impressionante série de festivais dos mais variados temas.

Em 2016, o festival apresentou mais de 2.600 espetáculos, totalizando 42 mil apresentações. Apresentaram-se nessa edição 22 mil artistas de 30 países. Com 3 semanas de duração, o Festival trouxe para a cidade o valor estimado de 142 milhões de Libras em 2016 e obteve um público total de 1.8 milhões espectadores.

Hoje, o festival Fringe de Edimburgo é considerado o maior festival de arte do mundo.

Festival d'Avignon

O Festival de Avignon acontece desde 1968 e apresentou em 2015 o total de 1.200 espetáculos, com a participação de 26 regiões da França e outros 27 países, mobilizando um orçamento de 10 milhões de Euros.

Ao todo, participaram 975 companhias de trabalho continuando, realizando 26 mil apresentações, com venda de mais de 120 mil ingressos , alem de receber entre 20 e 40 mil espectadores em seus eventos gratuitos. A cidade arrecadou mais de 23 milhões de Euros durante o festival.

Festival Ibero-americano de Teatro de Bogotá

Criado em 1988 o Festival Ibero-americano de Teatro de Bogotá é o evento cultural mais importante da Colômbia e um dos maiores festivais de artes cênicas do mundo.

Acontece a cada dois anos na capital colombiana, reunindo as companhias de teatro mais relevantes provenientes dos cinco continentes. Durante os 17 dias, as ruas se enchem de desfiles coloridos, Bogotá se veste de festa tornando -se numa verdadeira Cidade – Teatro.


Cada edição do Festival reúne ao redor de 2 milhões de espectadores que participam em 450 funções de teatro em salas e 150 espetáculos de rua. Em 2014 o Brasil foi o país convidado de honra do Festival.